Talvez muitos não soubessem, mas o Jockey Clube de São Paulo ainda possuía uma edificação a ser desvendada. O ambulatório é um belo exemplar do art déco paulistano dos anos 1940, mas o estado de deterioração não permitia apreciar os detalhes do edifício assinado pelo francês Henri Sejous (1897-1975). Em processo de restauração, capitaneado pela CASA COR, recebe os 70 ambientes da mostra entre 17 de Maio e 10 de Julho de 2016. Os espaços foram desenvolvidos por profissionais consagrados e cerca de 30 jovens talentos – e o ecletismo bem-vindo que pauta a mostra não para por aí. Afinal, o passado está presente em um repertório que passeia pela escola alemã Bauhaus, do inicio do século 20, segue pelo art déco dos anos 1930 e chega ao design brasileiro das décadas de 1940 a 1970, com forte acento modernista. Uma referência atual convocada em alguns projetos é o estilo escandinavo, que cultiva a claridade natural e o traçado minimalista, além de cores suaves. O uso de dois tons, em particular, chamam a atenção: o rosa seco e o verde água, bastante utilizados no período modernista. Outro conceito contemporâneo é a sustentabilidade, bem representada em projetos modulares ou que buscam reaproveitar materiais e dispor racionalmente dos recursos naturais, além de conservar as belezas originais do prédio com o mínimo de intervenção e resíduos.

01-casa-cor-sao-paulo-2016.jpg

Fonte: Revista Casa e Jardim.

QUANDO?
17 de Maio a 10 de Julho de 2016
Terça à quinta das 12h às 21h
Sexta, sábado e feriados das 12h às 21h30
Domingo das 12h às 20h
ONDE?
Jockey Club de São Paulo
Av. Lineu de Paula Machado, 775
Cidade Jardim

Anúncios